MP OBTÉM INDISPONIBILIDADE DE BENS DA EX-PREFEITA ANA MARIA PRETO

No início de janeiro deste ano, o MINISTÉRIO PÚBLICO DE PERUÍBE ajuizou Ação Civil Pública por Ato de Improbidade Administrativa contra a ex-Prefeita ANA MARIA PRETO.

Segundo o apurado, a Prefeitura firmou contrato com a pessoa jurídica RT TERRAPLANAGEM CONSTRUÇÕESLTDA, no valor de R$146.406,41 (cento e quarenta e seis mil, quatrocentos e seis reais e quarenta e um centavos), pela modalidade convite, visando a realização de obra de construção e implantação de terminal de ônibus no bairro Estação.

Contudo, o edital não continha detalhamentos técnicos suficientes acerca do local exato da obra. Além disso, um dia após os julgamentos das propostas, a Prefeitura recebeu visita de fiscal da “ALL – América Latina Logística”, concessionária de serviços públicos, informando que se tratava de área de seu domínio, informação confirmada por ofício da Secretaria de Patrimônio da União enviado ao Município. Mesmo após a ciência de tal fato, foi dado continuidade ao procedimento licitatório, homologando-se o certame e firmando-se o contrato.

Posteriormente, foi realizado aditamento para modificar o local de implantação do terminal de ônibus para o bairro Parque D’Aville, o que implicou modificação do objeto da licitação – em violação ao princípio da vinculação ao instrumento convocatório (artigo 3º da Lei nº 8.666/93) – e, ainda, gerou acréscimo de R$11.505,44 (onze mil, quinhentos e cinco reais e quarenta e quatro centavos) ao valor da obra, fazendo com que o objeto da contratação superasse R$ 150.000,00 (cento e cinquenta mil reais), limite legal para utilização da modalidade convite.

Ademais, durante o curso da obra, a empresa contratada noticiou que o local passou a ser utilizado pela concessionária de transporte coletivo municipal, obstando a continuidade das obras e deteriorando os trabalhos já realizados (pelo tráfego de ônibus), gerando quebra de guias e calçadas, afundamento do solo e outros entraves, o que evidencia descaso com a coisa pública.

Em razão destes fatos, o MINISTÉRIO PÚBLICO DE PERUÍBE pleiteou a condenação da ex-Prefeita por atos de improbidade administrativa que ocasionaram dano ao erário e violação dos princípios da Administração. Foi solicitado, ainda, a indisponibilidade dos bens da ex-Prefeita, pedido esse que foi atendido pela Juíza que analisou os autos, resultando, assim, no bloqueio de valores da conta pessoal da ex-Prefeita e na indisponibilidade de automóveis e de bens imóveis da ex-Prefeita e de sua empresa.

licitacao-ana-maria-preto

Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para MP OBTÉM INDISPONIBILIDADE DE BENS DA EX-PREFEITA ANA MARIA PRETO

  1. Plinio Melo disse:

    Parabéns ao MP. Em especial ao Doutor Lucas Damasceno de Lima que acolheu a manifestação da ONG Mongue Proteção ao Sistema Costeiro, Dr. Thiago Alcocer Marin, Dr. Rafael Magalhães, Dr. Thiago Tavares Aily e a todos que se empenham e zelam pelo respeito à Constituição.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s