TRIBUNAL DO JÚRI DE PERUÍBE CONDENA RÉU PELA MORTE DE SUA MÃE DE 87 ANOS

Na tarde de ontem, em julgamento realizado na Câmara Municipal de Peruíbe, Waldemar Teixeira Poças Filho (64 anos) foi condenado à pena de 21 anos e 04 meses de reclusão pela morte de sua mãe (que à época possuía 87 anos), ocorrida em abril de 2011.

Segundo o apurado, Waldemar, por não se conformar com o tratamento que lhe era dispensado por sua genitora, se apossou de uma corda de nylon e a estrangulou. Em seguida, ocultou o corpo de sua mãe em seu quarto, onde o cadáver permaneceu por pelo menos 07 dias. O crime só foi descoberto por conta do forte odor exalado pelo cadáver, o qual já se encontrava em adiantado estado de putrefação quando foi encontrado.

Em razão dos fatos acima narrados, Waldemar foi denunciado pelo Ministério Público de Peruíbe por homicídio triplamente qualificado (motivo fútil, asfixia por estrangulamento e recurso que dificultou a defesa da vítima) e ocultação de cadáver.

Submetido à Júri Popular na tarde de ontem, os jurados, por 6 votos a 1, condenaram Waldemar pelo crime de homicídio triplamente qualificado e o absolveram, por 4 votos a 3, do delito de ocultação de cadáver.

Diante do veredicto a que chegou o Conselho de Sentença, o Magistrado que presidiu a sessão aplicou uma pena de 21 anos e 04 meses de reclusão, a ser cumprida em regime inicial fechado.

Juri Matricidio

Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s